Pré Operatório de Cirurgias Plásticas

  • 2017-04-07-PHOTO-00000748

Pré Operatório de Cirurgias Plásticas

A busca pelo corpo perfeito está aumentando cada vez mais além de muitas pessoas adotarem um estilo de vida mais saudável através de uma boa alimentação e atividade física, existe também uma enorme procura por tratamentos estéticos e cirurgias plásticas.

A busca por cirurgias plásticas fez com que o a área da estética se preocupasse mais em obter um pós-operatório com cicatrização de boa qualidade, por isso buscamos através de diversos recursos proporcionar formas de acelerar e/ou melhorar as etapas do processo de reparação tecidual.

O sucesso da cirurgia não depende apenas do médico, o paciente deve seguir uma série de orientações para que o efeito final seja compensador. Os cuidados pré-operatório ao contrário do que muitos pensam fazem diferença e são tão importante quanto o pós-operatório, evitando assim, possíveis complicações e favorecendo um resultado estético satisfatório.

 

Mas o que é feito no pré-operatório?

– Esfoliação – A pele desidratada, descamativa e áspera pode comprometer o resultado final da cirurgia. A remoção do excedente de camada córnea através de uso de esfoliantes físicos ou químicos como a hidratação com ácidos graxos aumenta a resistência cutânea.

– Hidratação – A técnica de hidratação corporal deve ser concluída de 7 a 10 dias antes da cirurgia, para não causar edema na região a ser operada. É importante fazer uso de produtos que contenham princípios ativos que promovam hidratação e/ou emoliência do tecido.

– Drenagem Linfática Manual – os movimentos da Drenagem Linfática Manual agem diretamente nos vasos superficiais que se localizam acima da fáscia muscular, mais propriamente no tecido conjuntivo do interstício. Seus benefícios são inúmeros como: aumentar a capacidade dos capilares linfáticos, a velocidade da linfa transportada, a filtração e reabsorção dos capilares sanguíneos, a quantidade de linfa processada dentro dos linfonodos, a motricidade do intestino, a nutrição das células, a desintoxicação dos tecidos intersticiais, a oxigenação dos tecidos, a eliminação de toxinas e metabólicos, a absorção de nutrientes pelo trato digestivo e o aumento da quantidade de líquidos excretados.

– Vacuoterapia/ Endermoterapia – O método consiste em formar uma prega cutânea por aspiração a vácuo e deslocá-la de forma hemisférica, por meio de cabeçotes ou ventosas que, por sua movimentação sobre o tecido, exercem um massageamento profundo e eficiente. Os principais efeitos são: auxiliar a eliminação de toxinas acumuladas, melhorar e estimular a vascularização, melhorar a circulação sanguínea e linfática.

– Massagem Relaxante – A massagem pode atuar sobre o sistema autônomo e desencadear respostas que são contrárias as do nervosismo, estresse e ansiedade (diminuição da liberação de serotonina). O objetivo é acalmar, tranquilizar, afastar o stress e a aflição.

– Dentre outros

 

Por que ele é tão importante?

No pré operatório o profissional visa diminuir a espessura do tecido na região a ser operada, melhorar o aporte sanguíneo promovendo a chegada de nutrientes, melhorar a elasticidade do tecido facilitando assim sua retirada e favorecer o processo de cicatrização. Deve ser realizado um mês antes do ato cirúrgico, e pelo menos de uma a duas vezes na semana de forma regular.

 

No Comments

Post A Comment