Radiofrequência Corporal

Dentre as indicações mais comuns para a radiofrequência corporal, estão: melhora da flacidez da pele, já que há o estimulo da produção de colágeno, redução da celulite, fibroses, aderências teciduais (causadas principalmente no pós operatório de cirurgias plásticas) e perda de medidas já que há o estímulo do metabolismo. O aquecimento tecidual endógeno é conseguido através do fluxo da corrente elétrica de alta frequência no tecido local, provocando a elevação da temperatura por efeito joule (aquecimento seletivo tecidual). Como resultado, as fibras colágenas contraem aumentando a síntese de um novo colágeno (neocolagenese progressiva). Além disso, há um incremento no aporte sanguíneo e vascularização na área promovendo a descompressão dos tecidos tratados.

O tratamento é seguro, indolor e não exige pausa na rotina, pois não sensibiliza a pele.

São indicadas 10 sessões sendo elas semanais ou em até 3 vezes por semana, dependendo do tratamento.